Poder, Sexo e Intrigas

Um contributo de Vivian Fischer e Andreas Fischer

Sob o título "Poder, Sexo e Intrigas", apresentamos hoje a nossa próxima contribuição.

Uma jovem mulher relata:

Infância e juventude

Desde miúda que a minha mãe tem frequentes relações descomprometidas com homens. Enquanto o meu pai, que tinha problemas com álcool, não era capaz de se relacionar comigo, a minha mãe vivia a sua própria vida. Estava constantemente a mudar de amante, tinha amantes até em Berlim. Aos seus filhos apresentava a maioria dos seus casos amorosos como "amigos" ou "conhecidos". Naquela época, eu não entendia porque é que esses homens eram tão generosos connosco - mas o que é que uma criança pequena sabe sobre essas coisas.

Como adolescente, o frio opressivo e a solidão minaram-me a coragem para enfrentar a vida. Debati-me com complexos de inferioridade e pensamentos suicidas. Não tinha esperança para o meu futuro. Entrei em depressão.

O ponto de viragem da minha vida

Mas depois tudo mudou. Um dia, aceitei um convite para um serviço religioso no Centro Cristão Rhema. Sem saber o que isso significaria para mim, escolhi Jesus.

Deixei de me sentir oprimida e ganhei uma nova confiança. Uma alegria que jamais conhecera enchia agora a minha alma. Estava livre da depressão.

Ciúmes de uma mãe fracassada

A minha mãe reparou imediatamente na mudança. Na verdade, ela devia ter ficado feliz com isso. Mas o facto de não ter sido ela, mas outros, a contribuirem para que a minha vida tomasse um rumo positivo, tornou-a agressiva e invejosa.

Foi falar com a sua irmã em Berlim, a minha tia M.

A vida dupla da minha tia em Berlim

A minha tia é muito especial. Originalmente, tinha um pequeno salão de cabeleireiro em Berlim. Mais tarde, começou a interessar-se por coisas completamente diferentes: látex, couro patenteado e chicotes. Na sua loja de artigos sadomasoquistas, ela era considerada uma dominadora. Claro que a minha mãe era a sua maior apoiante.

O que a minha tia "podia" ter de bom era o seu interesse por uma vida espiritual. Foi membro da congregação Carismática berlinense "Gemeinde auf dem Weg" do Pastor Dr. Wolfhard Margies. Interessada, frequentava grupos domésticos e queria conhecer o funcionamento interno da comunidade.

Cultivou também boas relações com os caçadores de seitas em Berlim, a quem transmitia o que sabia sobre a vida na comunidade. A minha tia sabia lidar com esse tipo de pessoas. Agora, passava dicas e experiências à minha mãe.

A campanha de difamação contra o Centro Cristão Rhema

A minha mãe começou a convidar secretamente o padre para a nossa casa. Depois falou com caçadores de seitas, jornalistas corruptos e outras figuras duvidosas.

Fui sondada sobre a vida paroquial e privada de Katharine Siegling. Fui chantageada e ameaçada. Seguiam-me quando ia ao cinema com a minha irmã. Até o contacto com a minha sobrinha me foi proibido. Quando não estava em casa, revistavam o meu quarto e os meus pertences pessoais para recolher material para os caçadores de seitas.

Planearam uma campanha de difamação contra o Centro Cristão Rhema e Katharine Siegling. Mais tarde, quando me cruzei com o padre do culto e conselheiro da igreja, Bernhard Wolf, ele olhou para mim com um olhar leitoso e repulsivo.

A minha vida hoje

Aos 15 anos, deixei de fazer parte da Igreja Evangélica Luterana. Um ano depois, saí de casa.

Hoje sou uma mulher feliz, tenho um grande círculo de amigos e sou assistente na gestão de uma empresa de sucesso.

Gostaria de aproveitar a ocasião para agradecer do fundo do coração a todas as pessoas que me ajudaram a encontrar o meu caminho. Sou especialmente grata à minha pastora Katharine Siegling, que descobriu o meu dom, me apoiou com amor e aumentou a minha autoestima.

Assim reza a história dramática da vida desta jovem mulher.

Comentário

Conheço o Pastor Dr. Wolfhard Margies pessoalmente e estimo-o. Com todo o respeito que sinto por ele, li o artigo do Prof. Dr. Martin Kriele. O artigo foi publicado em 1999 nos livros do Prof. Dr. Besier e do Prof. Dr. Scheuch intitulados "Os Novos Inquisidores. Liberdade de religião e inveja religiosa".

O trecho a seguir pode ser encontrado na página 397, do volume 1...:

Em Berlim, há a comunidade Carismática "Gemeinde auf dem Weg", cujo culto é celebrado por muitos cristãos protestantes que estão desapontados com a igreja oficial. Tenho, à minha frente, cópias de gravações feitas durante reuniões confidenciais da liderança da congregação que circularam entre os caçadores de seitas: eles devem lá ter instalado aparelhos de escuta. A caçadora de seitas de Berlim, Frau Ruehle, inseriu um comentário marcado com nome num dos protocolos. O Pastor Wolfhard Margies abriu uma reunião sobre questões financeiras com as seguintes palavras: "Penso que devemos estar entre nós e que ninguém que não seja membro da congregação deve permanecer entre nós. Desta vez, estou a ser bastante explícito." Podemos imaginar o prazer secreto das pessoas que escutavam às escondidas e que divulgaram este texto. As provas circunstanciais levantam a suspeita de que uma autoridade do Senado de Berlim está a utilizar os métodos da Gestapo e da Stasi.

Ficamos por aqui no que respeita ao ensaio do Prof. Kriele.

Infiltração de conferências de pastores e líderes alemães

Devido a estas realidades macabras, a credibilidade das conferências de pastores e dirigentes alemães é naturalmente afetada. A proteção, integridade e veracidade dos dados não são garantidas nessas reuniões. Afinal de contas, temos de contar com o facto de que as pessoas sentadas ao nosso lado podem ser informadores, caçadores de seitas, jornalistas sensacionalistas. Eles estão desesperadamente à escuta para recolher informação. Através do mau uso da informação, boicotam ministérios, incitam pastores e líderes uns contra os outros, excluem-nos e destroem bons relacionamentos. Se não têm informação, inventam-na.

Tais procedimentos não seriam possíveis se os líderes e participantes lidassem de forma ética e sincera com tais calamidades.

Oportunidade para o Corpo de Cristo

Muitos pastores e líderes dos movimentos Carismático e do Pentecostalismo procuram reconhecimento público ou mesmo ecuménico. Por covardia e medo de represálias, lutam por uma unidade questionável que não é nem bíblica nem legalmente aceitável.

Por um lado, é lamentável que os líderes e pastores do Movimento Carismático sejam vítimas de tais intrigas; por outro lado, dá ao Corpo de Cristo a possibilidade de desmantelar a ignorância existente. Isto, no entanto, requer coragem.

Aqueles que, apesar destas circunstâncias, pensam que têm boas relações com os caçadores de seitas não têm qualquer noção da realidade.

Andreas Fischer

Poder, Sexo e Intrigas